Por que crianças mentem: como lidar com a mentira | FindMyKids Blog
Fechar
Educação

Por que as crianças mentem e o que os pais podem fazer para impedir isso

2
tw vk fb copy
2
fb vk tw
Link copiado

Ao criarem seus filhos, pais dão uma atenção especial ao desenvolvimento de qualidades morais positivas. A honestidade é uma delas.

Geralmente, a mentira da criança surge de forma inesperada e deixa muitos pais perplexos. Neste artigo, mostraremos como você pode entender o que está levando seu filho a mentir e como lidar com suas mentiras.

Conteúdos:

Tipos e objetivos da mentira de uma criança

As mentiras das crianças têm muitos motivos. Na maioria das vezes, é um tipo de mentira descrita por um objetivo que a criança tem:

  • Uma tendência a fantasiar e «brincar com a mentira».

Durante a infância, as crianças têm contato com muitas histórias clássicas da literatura infanto-juvenil brasileira. Existem diversos livros que abordam a forma como as crianças usam a imaginação e a mentira é usada como meio para criar um universo fantasioso. Títulos como «Menino Maluquinho», de Ziraldo, «Reinações de Narizinho», de Monteiro Lobato, e «Chapeuzinho Amarelo», de Chico Buarque, abordam a temática da imaginação como forma de viver novas aventuras e até mesmo superar medos.

Vale ressaltar que essas histórias não podem ser consideradas pelas mentiras que suas personagens criam. Trata-se mais da rica imaginação de uma criança e suas habilidades de criar um «mundo de fantasia».

  • Mentiras relacionadas a medo

É um tipo comum de mentiras em crianças. Essa distorção da realidade é frequentemente usada pelas crianças para evitar punições (geralmente dos pais).

  • Mentiras deliberadas

Se valendo de mentiras bem estruturadas, as crianças geralmente têm um objetivo específico. A opção mais comum é a busca de algum bem material, como dinheiro, brinquedos, doces, etc.

Como perceber que a criança está enganando seus pais – principais sinais

Os principais sinais que podem ser usados para perceber se a criança está escondendo algo ou se está mentindo abertamente são:

  • Desviar dos companheiros;
  • «Abraçar» a si mesmo;
  • Inclinar abruptamente a cabeça para trás, para baixo ou para os lados;
  • Desviar o olhar e falar sem olhar nos olhos;
  • Tossir ou engolir durante a conversa;
  • Ficar mexendo com algo nas mãos (lápis, borracha, etc.);
  • Frequentemente mexer no nariz, a testa, olhos queixo ou orelha;
  • Cobrir a boca;
  • Coçar o pescoço ou «ficar arrumando» a gola da roupa;
  • «Enconder-se» atrás de objetos (mesa, bichos de pelúcia etc);
  • Ficar numa posição estática (sem se mexer);
  • Fazer uma pausa antes de falar a mentira;
  • Falar muito sobre os detalhes, tentando esconder a mentira.

Por que a criança está mentindo

Principais razões

Os psicólogos apontam diversas causas principais para as mentiras da criança:

  • Medo de castigo

Quando a criança entende que será punida por um «erro», ela pode achar que uma maneira de sair dessa situação é contando mentiras e, assim, evitar a punição.

  • Tornar-se melhor aos olhos de outras pessoas

Muitas vezes, as crianças usam mentiras para passar uma impressão de um status mais elevado e se afirmar. Eles contam aos colegas sobre a renda fictícia de seus pais, férias imaginárias etc.

  • Mentiras como uma forma de estabelecer seu espaço pessoal

Crianças costumam usar mentiras para determinar e proteger seus espaços pessoais, o que ocorre quando elas acham que os pais estão tentando exercer muito controle sobre elas.

  • Desconfiança de adultos e problemas familiares

Quando a criança mente muito, geralmente isso indica que há problemas na família. Nesses casos, as mentiras podem vir acompanhadas de pequenos furtos e vandalismo, que funcionam como «gritos de socorro» das crianças.

  • Mentiras como um tipo de protesto

Podemos ver uma criança mentindo com frequência quando está tentando «desafiar» a autoridade de um adulto.

Questões particulares relacionadas à cada faixa etária

Entre 2 e 4 anos

Nessa idade, a criança está descobrindo o mundo ao seu redor. Durante esta fase, a criança sonha muito e usa suas fantasias para colorir a realidade. Todas as fantasias nessa idade são seguras. Não impeça o caminho de um pequeno sonhador; pelo contrário, ajude-o. Sugira que a criança desenhe ou faça um «herói imaginário» em massinha ou argila.

Entre 4 e 5 anos

Nessa idade, a criança ainda não é capaz de separar a realidade das mentiras. Se você mentir para ela, ela irá acreditar. Um pai que não diz a verdade cria um modelo de comportamento semelhante em seu filho. A criança passa a usar mentiras, mesmo quando não é necessário. Na maioria das vezes, isso acontece quando a criança tem medo de não ter a aprovação de seus pais. Nesta idade, a criança encara desaprovações como uma espécie de falta de amor. Então fica mais fácil para uma criança mentir do que ouvir algo que entende ser uma demonstração de que ela não é amada ou de que é má.

Entre 7 e 8 anos

O momento mais importante e derradeiro. A criança passa a frequentar a escola: sob o ponto de vista dos pais, isso significa menos controle e mais liberdade. Ao se comunicar com os colegas, a criança nessa faixa etária quer ser a melhor, mais corajosa e mais forte. A ostentação funciona bem nessas situações e a criança começa a se valer desse artifício ativamente. Por outro lado, caso comece a tirar notas ruins, ela provavelmente tentará ocultá-la, não contando aos pais sobre seu resultado abaixo do esperado e ficando em silêncio sobre ele.

Não desperdice este momento. Converse com a criança e explique que seu amor não está relacionado as suas notas na escola e que ela não é pior do que as outras crianças da classe.

Entre 9 e 10 anos

Como uma estratégia para tomar o lugar central entre os colegas, a criança também pode começar a mentir. Ela já consegue compreender bem a diferença entre uma verdade e uma mentira, mas isso não é suficiente para impedir que ainda conte algumas mentiras: histórias irreais sobre viagens, prestígio no trabalho dos pais, acessórios legais etc. Essa é apenas uma pequena parte de todas as fábulas possíveis que uma criança consegue pensar nessa idade.

Entre 11 e 12 anos

Nessa faixa etária, as mentiras da criança estão intimamente relacionadas a uma questão crítica de confiança dentro da família e podem ser o resultado de uma educação muito rígida.

A criança de 11 e 12 anos já sabe distinguir bem a diferença entre uma verdade e uma mentira. Caso ela conte uma mentira, ela o fará conscientemente e com um objetivo específico em mente. Tal comportamento pode decorrer de inúmeras razões, como a falta de atenção, autoafirmação, medo de humilhação, proteção da sua intimidade e muito mais.

Origem das mentiras

Falta de atenção

Se uma criança está dizendo a todos o quão boa é sua vida, quão amigável e feliz sua família é e o quanto ela é amada pelos pais, esse é um bom motivo para observar seus relacionamentos. Talvez a criança não tenha atenção e esteja falando sobre o que gostaria de ter na realidade.

Críticas em excesso

Se os pais criticam demais seus filhos, isso geralmente provoca uma queda na autoestima da criança e induz a formação de vários complexos. A criança fica insegura e infeliz consigo mesma. Nesse caso, usa mentiras como uma forma de alterar sua situação e tornar-se digna de respeito.

Rígidez excessiva

Quando os pais educam seus filhos com muito rigor e os castigam por qualquer erro cometido, não é de se espantar que a criança comece a usar mentiras como forma de se proteger e tentar evitar uma eventual punição.

Repressão de suas emoções

Muitas vezes é difícil para um adulto controlar suas emoções, agora imagine como é para uma criança?! Se os pais impedem que seu filho extravase suas emoções negativas e mostram que querem apenas ver a criança «feliz e bem-comportada”, então ela irá se fechar dentro de si mesma. A criança passa a mentir sobre pensamentos, sentimentos e desejos, como uma tentativa de agradar os pais.

«Um jogo de sentimentos»

Se os pais mostrarem intencionalmente como estão chateados com as notas ruins, mau comportamento etc, eles provocam na criança uma vontade de esconder a verdade, ficando quieta e mentindo para não deixá-los chateados.

Como impedir que uma criança minta – Conselhos de um psicólogo

Em primeiro lugar, os pais devem ter em mente que, para uma criança, mentiras são uma oportunidade de extravasar seus conflitos internos, bem como uma maneira de se salvar durante uma situação desesperadora.

Para os pais, as mentiras das crianças costumam ser vistas como um «grito de socorro», um alerta de perigo, uma razão para prestar mais atenção em uma criança que parece estar feliz, olhando de fora.

O que deve ser feito pelos pais quando as mentiras dos filhos se tornaram parte integrante de suas vidas?

O que os pais podem fazer e como podem reagir

Cada situação em que começam a surgir mentiras na vida de uma criança é única, mas, é claro, existem algumas etapas comuns para resolver tal situação.

  • Esclareça os motivos que levaram a criança a mentir

Os pais, ao pegarem seu filho mentindo para tentar sair de alguma situação, geralmente, começam com reprovações e punições, o que apenas piora o conflito. A abordagem correta para sair dessa situação é estabelecer um relacionamento de compreensão e confiança com a criança.

  • Avalie seu próprio comportamento

É muito importante analisar nosso próprio comportamento, prestar atenção às mudanças que ocorreram no relacionamento com a criança e responder à pergunta: «O que mudou no meu comportamento e em nosso relacionamento?»

Além disso:

  1. Tente acabar com os castigos. O medo é o principal gatilho para mentiras em crianças. Quando uma criança está assustada, ela tenta encontrar uma maneira de evitar o castigo e vê a mentira como alternativa.
  2. Não deposite expectativas dos seus planos que não foram realizados em seu filho e não espere pelo seu sucesso em tudo. Isso se torna um fardo pesado, com o qual muitas crianças não sabem lidar.
  3. Não faça promessas vazias ao seu filho. As crianças são como esponjas; elas sugam todos os tipos de comportamento demonstrados pelos pais. Se você se permitir deixar de cumprir as promessas feitas e contar mentiras abertamente, não espere que seu filho não passe a copiar você.
  • «Escute» as mentiras

Vale a pena prestar atenção ao que as mentiras estão relacionadas. Talvez a criança esteja falando dos seus desejos através de mentiras ou, ao contrário, esteja demonstrando algo que a incomoda.

Recomendação prática para lidar com a mentira das crianças

  1. Não piore a situação em casa. Não transforme a mentira em uma tragédia.
  2. Fale diretamente com seu filho. Esta atitude vai diminuir seu desconforto emocional.
  3. Mostre à criança que é melhor encarar de frente as consequências de seus atos do que mentir. «Quebrou uma caneca? Conte-nos e limpamos os cacos de vidro juntos».
  4. Não utilize métodos de solução de problemas medindo forças com a criança. Isso só vai piorar a situação.
  5. Deixa que a criança seja «ela mesma» e expresse seus sentimentos, pensamentos e desejos. Isto vai dar a criança a compreensão exata de que ela é amada por você, não importa qual seja a situação.
  6. Converse com a criança tratando-a como um semelhante. Certifique-se de que seu filho se sinta aceito como ele é, ainda que tenha opiniões diferentes.
  7. Deixa que a criança tenha a oportunidade de fazer escolhas. Respeite seu sentimento e decisões.
  8. Peça desculpas quando estiver errado, inclusive para seus filhos.
  9. Seja um exemplo de honestidade para seu filho.
  10. Use tecnologias modernas.

Os aparelhos eletrônicos modernos são uma grande ajuda para os pais que desejam resolver diversos tipos de problemas, inclusive aqueles relacionados a mentiras dos filhos. Se você acha que seu filho não é totalmente honesto e que não está se comunicando com você, use o aplicativo «Find My Kids».

Ao usar um rastreador GPS e uma função de escutar os arredores, você pode saber exatamente onde seu filho está e o que está fazendo. Além disso, se a criança tiver algum problema, ela poderá sempre enviar um sinal SOS para você.

snimok-yekrana-2017-11-07-v-19-53-51
snimok-yekrana-2017-11-07-v-19-54-01

Diante de todo o exposto, podemos concluir que as mentiras das crianças são uma indicação direta de uma crise na relação entre pais e filhos. Para superar essa crise, é necessário um grande empenho dos pais. Tente entender o que seu filho quer dizer com suas mentiras; que necessidades ele ou ela está tentando preencher?

Faça um esforço e crie um ambiente de aceitação, calma e harmonia em sua família. Então, as crianças não terão que procurar meios de escapar de problemas e nem viver na solidão das mentiras.

brazilian banner fmk

email

Assine agora!

Enviamos artigos que auxiliam os pais.Só vantagens!
Leia mais

Faça o download gratuito para iOS e Android
iphone-X
Aplicativo móvel «Find My Kids»
Veja a movimentação do seu filho no mapa, ouça o que está acontecendo ao redor do telefone quando você não estiver por perto. Envie um sinal alto quando a criança não ouvir sua ligação.
Faça o download gratuito para iOS e Android
Baixar aplicativo
iphone-X
Assine o blog subscription