Como escolher um patinete para crianças✔️: os melhores patinetes para crianças de todas as idades | FindMyKids Blog
Fechar
Novo
Criação
Aparelhos
Histórias
Popular
3
fb vk tw
Link copiado
Dicas parentais

Como escolher o patinete certo para o seu filho

3
tw vk fb copy

Assim que começam as férias, começamos a ver patinetes por toda a parte! Por serem muito leves, os patinetes podem ser dirigidos por crianças de todas as idades: desde as mais pequenas até adolescentes. Por isso, é extremamente previsível que, mais cedo ou mais tarde, o seu filho ou filha comece a pedir para ter seu próprio patinete.

Se você não sabe como escolher um patinete infantil e nem sequer tem certeza de se vale a pena considerar comprar um, tenha em mente que esta forma de transporte é considerada uma das mais seguras para crianças. O aspecto mais importante, aqui, é saber como escolher o patinete mais adequado para seu filho ou filha.

Conteúdos:

A criança precisa de um patinete?

Os patinetes infantis combinam 3 funções em um objeto só: servem como meio de transporte, distraem a criança da mesma forma que um brinquedo e ainda proporcionam treino físico, como uma máquina esportiva. Se você é adepto de um estilo de vida ativo e de formas “inteligentes” de fazer exercício, sem dúvida um patinete virá a calhar para seus filhos.

A partir de que idade pode-se usar um patinete?

O primeiro patinete infantil para o seu filho pode ser comprado quando ele acaba de aprender a ficar de pé com estabilidade e andar direito, o que na maioria dos casos acontece entre a idade de um ano e meio e dois anos. No entanto, se a criança tiver medo desta forma incomum de se locomover, é melhor adiar o contato com o patinete para mais tarde. No meio tempo, como alternativa até que o bebê cresça, você pode procurar um patinete com assento, ou então um modelo feito para vocês dois: um adulto e uma criança.

Vantagens e desvantagens

Andar de patinete, assim como qualquer outra forma de atividade física moderada, tem efeitos benéficos na saúde e desenvolvimento das crianças:

  • ao andar de patinete, a criança ativa praticamente todos os grupos musculares. Além disso, a quantidade de energia consumida é três vezes mais do que ao andar de bicicleta;
  • o exercício fortalece o coração e os vasos sanguíneos, agindo como medida preventiva contra disautonomia, doença que começa a se manifestar cedo na infância e pode diminuir significativamente a sua qualidade de vida após adulta;
  • ao andar de patinete, a criança muda o foco de sua atenção regularmente, alternando o olhar entre pontos mais próximos e mais distantes. Isso serve como bom treinamento tanto para a visão quanto para a concentração;
  • andar de patinete promove o bom funcionamento dos pulmões;
  • é altamente efetivo para o desenvolvimento da coordenação motora. Por exemplo, nos casos crianças de mais de dois anos de idade que caem com frequência ao andar, não conseguem parar de se mover na hora certa ou não conseguem ficar de pé em uma só perna, os pediatras recomendam fazer exercícios focados no desenvolvimento da coordenação – estes exercícios podem ser substituídos ou complementados andando-se de patinete.

O único dano potencial que o patinete pode trazer é o risco de cair com ele. No entanto, o mesmo risco existe com patins ou bicicletas, bem como com praticamente qualquer outra forma de atividade física. Além disso, se levarmos em consideração a estrutura do patinete, vemos que cair de um patinete (que fica próximo do chão) a uma velocidade baixa com certeza é menos traumático do que, por exemplo, sofrer acidente parecido em uma bicicleta a alta velocidade.

Existe um mito entre alguns pais de que os patinetes infantis podem causar escoliose devido à carga excessiva em uma só parte do corpo. Esta observação tem um quê de verdade: cargas unilaterais podem ter efeitos negativos na espinha. No entanto, de acordo com ortopedistas, só o andar de patinete (mesmo que diariamente) não leva à escoliose por si só. Além disso, é muito fácil de ensinar a criança a distribuir seu peso de forma mais uniforme: basta ensinar a andar de patinete alternado entre a perna direita e a esquerda.

Os diferentes tipos de patinete: como escolher o mais adequado

O fator da idade

Os modelos de patinetes variam em termos do número de rodas e de seu objetivo. Ao escolher um patinete para o seu filho ou filha, o primeiro elemento a se considerar é a idade.

  • com 4 rodas: ideal para crianças que acabaram de aprender a andar (entre um ano e meio e dois anos). A estrutura é a mais estável, mas estes patinetes não são adequados para pesos grandes.
  • com 3 rodas: o tipo mais popular para crianças entre 3-5 anos de idade. Alguns destes modelos permitem até mesmo pesos de 50 kg.
    1. Os modelos com 2 rodas na frente sustentam bem o equilíbrio da criança, sendo ideais para crianças que ainda têm grande facilidade com patinetes;
    2. A opção com duas rodas bem espaçadas na parte traseira da maior facilidade de manobra e é boa para crianças que já têm certa experiência andando com patinetes;
    3. Outra opção ainda é um patinete de 3 rodas com duas rodas traseiras posicionadas bem perto uma da outra. Esta é mais segura do que as outras opções devido ao fato de que o formato do modelo torna impossível de prendre o pé nas rodas. No entanto, este tipo de patinete é mais difícil de conduzir. Ele é uma boa opção para crianças com boa coordenação.
  • com 2 rodas: feito para crianças de 5 anos ou mais. Este modelo é menos estável do que os de 3 ou 4 rodas. Além disso, os patinetes de duas rodas tendem a ser feitos de metal, pesando um pouco mais. É melhor só comprar um patinete de duas rodas para seu filho se a coordenação dele já for mais desenvolvida, tendo experiência com patinetes de três rodas, e se ele tiver força suficiente para sustentar este equipamento relativamente pesado.

Para crianças de menos de três anos idade, existem 3 tipos de patinetes de rodas:

  • kickboards — fazem lembrar skateboards em termos de controle: o veículo muda de direção dependendo do lado para o qual a criança alterna o peso;
  • striders — equipados com duas plataformas separadas para os pés, o que deixa mais fácil de alternar o peso entre um lado e outro;
  • patinetes com assento retrátil e uma haste especial para os pais: para criancinhas bem pequenas. A haste é fácil de segurar caso a criança fique cansada e queira se sentar. A altura do assento pode ser ajustada conforme a criança cresce.

O fator do uso

Em termos de uso, normalmente é feita uma distinção entre os patinetes de 2 e 3 rodas feitos para adolescentes ou adultos:

  • de cidade: feitos especialmente para andar por ruas de cidade; eles dão bom equilíbrio em superfícies desiguais e são fáceis de manobrar;
  • de estrada: feitos para locomoção em superfícies mais complexos, incluindo terrenos mais rústicos. O diâmetro da roda da frente é comparável com o de uma bicicleta; o quadro deste tipo de patinete é durável e a maioria dos modelos têm freios frontais e traseiros;
  • esportivo:feito somente para estradas boas: as rodas não têm mecanismos adicionais para equilíbrio, mas são fortes e boas para realizar truques;
  • striders: uma estrutura estável que permite andar a uma velocidade moderada e é equipada com uma plataforma larga que permite colocar os dois pés nela;
  • de inércia: chega a uma velocidade bastante rápida devido à inércia: a pessoa alterna o peso entre as duas plataformas diferentes para as pernas e, caso necessário, envolve a parte inferior do corpo para gerar movimento;
  • patinete elétrico: chega até a 24 km por hora. Sua bateria lhe permite operar sem interrupções por mais de 60 minutos.

Procurando se destacar do resto, os fabricantes de patinetes têm inventado modelos cada vez mais diferentes: patinetes com brilho na parte de baixo, patinetes com opção de esteira rolante e patinetes com carrinho de bebê para mães jovens.

Não se preocupe quando a criança decide ir andar de patinete com amigos ou se distancia de você em seu patinete. O aplicativo Find My Kids permite rastrear a localização do jovem atleta em tempo real, mesmo se a criança sumir de vista. Baixe o app para Android ou iPhone pelo GooglePlay ou AppStore.

Como escolher o melhor patinete para a criança

Para escolher um patinete realmente bom para sua filha ou seu filho, preste atenção especialmente aos seguintes critérios, que são essenciais:

  • a qualidade, tipo e estrutura das rodas;
  • o material do qual o corpo do patinete é feito;
  • o conforto da plataforma;
  • o peso e tamanho;
  • a conveniência do guidão e a presença de freios;
  • a opção de dobrar o corpo do patinete.

No entanto, estes fatores nem sempre são proporcionais ao preço do patinete. É possível comprar um produto de excelente valor por um bom preço.

A qualidade, tipo e estrutura das rodas

Geralmente, os patinetes infantis têm rodas de plástico ou de borracha, ou ainda de poliuretano.

  1. A opção com rodas plásticas é adequada somente para crianças de menos de três anos: o plástico é um material sem nenhuma capacidade de absorção de choque, sendo por isso confortável somente para quem anda devagar.
  2. Para crianças mais velhas, o melhor são modelos com rodas de borracha ou de poliuretano, o que permite andar a velocidades bastante altas sem ter de parar com qualquer pequeno obstáculo:
    • as rodas de poliuretano têm a mesma capacidade de absorção de choque das rodas de borracha, não precisando ser infladas;
    • as rodas de borracha precisam ser infladas regularmente. No entanto, os patinetes com este tipo de roda são significativamente mais baratos do que os com rodas de poliuretano.

O que também importa é o tamanho das rodas: patinetes com rodas menores são mais convenientes para superfícies planas, enquanto que rodas maiores permitem passar por cima de certos obstáculos menores na estrada (como buracos, rachaduras e saliências) sem qualquer dificuldade.

Para comprar um patinete com maior estabilidade, escolha modelos com rodas traseiras a uma boa distância uma da outra, mas caso a velocidade conte mais para você, dê preferência a modelos com rodas posicionadas mais próximas umas das outras.

O material do qual o corpo do patinete é feito

Estruturas plásticas são leves, mas sofrem desgaste mais rápido. Patinetes com guidão de metal são mais pesados, mas mais duráveis. Se a ideia for comprar um patinete que o seu filho possa usar por vários anos, opte por um corpo de metal.

A plataforma

A plataforma, onde vão os pés, varia em largura, comprimento e altura de acordo com os diferentes modelos de patinete. As opções mais estáveis têm plataformas mais largas. Uma plataforma para pernas curtas, com cerca de 40 cm de comprimento, é mais manobrável do que uma longa. Patinetes com plataforma mais baixa são muito mais fáceis de controlar, não exigindo que a criança aplique tanto esforço para empurrar.

Para andar com segurança, a superfície da plataforma deve ser um tanto áspera, e lisa demais. Plataformas com uma superfície de borracha ou com colantes antiderrapantes servem bem.

O peso e tamanho

Quanto maior o peso do patinete, maior a carga que ele aguenta. No entanto, estruturas mais leves tendem a ser mais seguras. A criança arrisca se machucar com patinetes pesados demais. Por outro lado, patinetes muito leves podem durar pouco. O peso ideal para um patinete infantil é de entre 1,8 kg e 3 kg, e nunca mais do que 4 kg.

O tamanho do patinete também deve corresponder à altura da criança: quando ela ficar de pé na plataforma, o guidão deve ficar à altura do peito. Se você quiser que o patinete sirva por mais de um ano, escolha um modelo com guidão telescópico, que permite ajustar de acordo com a altura.

Guidão e freios

Além de ser ajustável, o guidão deve atender a dois outros requisitos: deve ser coberto de um material que ofereça boa aderência às mãos, não sendo escorregadio, e deve ter um enchimento confortável.

Para crianças que estão aprendendo a andar de patinete, os modelos com freio para os pés são mais convenientes. Para quem já tem mais familiaridade com o processo, é melhor um freio de mão.

A opção de dobrar o corpo do patinete

Se a conveniência de armazenamento e facilidade de transporte for altamente importante para você, escolha um patinete com mecanismo dobrável.

Os modelos mais confiáveis possuem um parafuso que segura os dois lados. Quando o parafuso é removido, o patinete pode ser dobrado e guardado ou transportado de forma mais compacta, sem o risco de perder nenhuma parte.

Alguns patinetes podem ser dobrados automaticamente, bastando apertar um botão. No entanto, embora convenientes, estes mecanismos apresentam um certo risco de se perder as partes.

Um guia rápido para escolher o melhor patinete

  • as rodas devem ser selecionadas de acordo com a idade da criança; rodas de plástico são boas para crianças de menos de três anos de idade. Para crianças maiores, o ideal são rodas de borracha ou de poliuretano;
  • verifique a robustez do produto: as partes do patinete não devem estar pendendo;
  • escolha um patinete com guidão telescópico e que ofereça boa aderência para as mãos;
  • para segurança, é melhor ter um freio para as rodas traseiras, o que reduz o risco de capotar;
  • se você precisa poder guardar o patinete em um lugar apertado, escolha um modelo dobrável.

Uma classificação dos melhores patinetes infantis

A tabela abaixo apresenta uma classificação dos melhores patinetes para crianças, os quais são categorizados de acordo com as diferentes faixas de idade e características especiais de cada. Cada categoria contém duas opções.

Abaixo de 3 anos 3-4 anos 4-5 anos 5-6 anos Para crianças acima de 7 anos Patinetes elétricos
Brink+ (R$ 200), Skatenet Kid Bandeirante (R$ 260) Oxelo B1 (R$ 200), Bel Sport Twist (R$ 160) Patrulha da Justiça DM Toys (R$ 240), Patinete Vingadores (R$ 110) Radical New Frog (R$ 290), Patinete Turbo (R$ 440) Newfrog Dobrável (R$ 270), Mid 1 Oxelo (R$ 400) BW008 Importway (R$ 1100), Atrio Color Fun (R$ 800.

Vejamos alguns detalhes sobre estes modelos que recomendamos. Lembre-se de que estas são as nossas recomendações, mas é importante você ter em mente as necessidades e desejos específicos de seu filho ou filha ao escolher o patinete.

Abaixo de 3 anos

Para crianças aventureiras de menos de 2 anos e 20 kg, o Brink+ é uma opção ideal para iniciar esta jornada. Seguro e durável, o patinete ainda trás luzes fronteiras e dianteiras para animar a coisa, estando também disponível tanto em rosa quanto azul.

  • Média de preço: R$ 200

Outra forma excelente de introduzir a criança ao mundo dos patinetes é com os patinetes Bandeirante da linha Skatenet Kid, que trazem estampado de desenhos animados da Disney. Os preços variam um bocado: de R$ 200 a R$ 260, dependendo do modelo exato e do vendedor.

  • Média de preço: R$ 200 a 260

3-4 anos de idade

Da Oxelo, marca patenteada da famosa loja francesa Decathlon, temos o patinete infantil Oxelo B1. Com rodas de borracha e bem leve, com somente 1,5 kg, o patinete é confortável, resistente e ideal para crianças de até 4 anos de idade, permitindo ajustar o guidão entre 45 e 59 cm. Tenha em mente que o peso máximo que ele comporta é de 20 kg.

  • Média de preço: R$ 200

Uma opção também muito boa e um pouco mais em conta é o Bel Sport Twist, de reputada fabricação nacional. Com 2 kg, ele é um pouco mais pesado e não permite ajustar o guidão, mas aguenta crianças de até 25 kg.

  • Média de preço: R$ 160

4-5 anos de idade

Da marca DM Toys, o patinete Patrulha da Justiça vem numa vistosa combinação de cores vermelho, amarelo e azuis. Com duas rodas frontais, o patinete tem freio traseiro, luzes nas rodas e plataforma antiderrapante. Com limite de até 60 kg, o patinete é uma boa opção para qualquer criança de até cinco anos de idade.

  • Média de preço: R$ 240.

Para crianças de 4 a 5 anos, o melhor modelo mais econômico é o Patinete Vingadores. Compatível com crianças de peso até 50 kg, o patinete é um modelo mais simples, mas muito satisfatório, com freio traseiro, luzes laterais e musiquinha dos vingadores.

  • Média de preço: R$ 110

5 a 6 anos de idade

Uma ótima opção para crianças nesta faixa etária é o Radical New Frog, também da DM Toys. Com plataforma dupla, roda frontal de 12 cm (e duas dianteiras de 8cm) e freio manual, o patinete é compatível com um peso de até 60 kg. Embora, com 4 kg, ele pese um tanto mais do que os modelos para crianças menores, seu modelo ergonômico garante uma velocidade adequada.

  • Média de preço: R$ 290

O Patinete Turbo (outro da DM) é uma opção mais custosa, mas extremamente resistente, elegante e com algumas funções que toda criança vai amar: um tocador de música (conecta-se a smartphones por Bluetooth), luzes nas duas rodas dianteiras e um efeito de fumaça na parte de trás que faz a coisa toda ir além de só cool.

Suportando até 50 kg e com guidão ajustável até quase 90 cm, o patinete cobre vários tamanhos de crianças.

  • Média de preço: R$ 440

7 anos e acima

Um patinete diferenciado é o Newfrog Dobrável. Com plataforma dupla, o patinete é impulsionado pelo movimento de abrir e fechar as pernas. Leve e resistente, ele dá bastante flexibilidade para manobras e pode ser adaptado a várias alturas. O patinete conta ainda com base antiderrapante e freio manual.

  • Média de preço: R$ 270

Outro patinete muito bom é o Mid 1 Oxelo. A Oxelo, como já vimos, é uma sólida marca da Decathlon. O patinete é durável, aguenta até 100 kg de peso, permite manobrar com facilidade e é fácil de dobrar para guardar. Ele tem freio na roda traseira e base antiderrapante.

Os melhores patinetes elétricos

Uma ótima opção de patinete elétrico infantil é o BW-008, da conhecida marca Importway. Com 120 W de potência, o patinete chega a velocidades de até 12 k/h. Seu limite de peso é de 70 kg.

  • Média de preço: R$ 1100

Finalmente, outro patinete elétrico para crianças é o Atrio Color Fun. Com 70 W de potência, ele chega a 8 km/h, mas suporta somente até 45 kg de peso. O patinete é dobrável, podendo ser armazenado com segurança.

  • Média de preço: R$ 800

Instruções e medidas de segurança

Instruções de uso do patinete:

  • monte de acordo com as instruções fornecidas na embalagem
  • se as rodas forem de borracha, não se esqueça de inflar;
  • ajude a criança a identificar qual perna será a mais usada para empurrar o patinete. Crianças canhotas tendem a achar mais fácil fazer isso com a perna direita; crianças destras, vice-versa;
  • ensine à criança a posição correta do corpo ao andar de patinete: costas endireitadas ou ligeiramente curvadas para a frente;
  • a perna que empurra o patinete deve ser colocada na plataforma assim que a velocidade desejada for alcançada;
  • o guidão deve ser virado com movimentos suaves;

Regras de segurança ao usar o patinete:

  • adquira os equipamentos de segurança necessários para seu filho: capacete, joelheiras e cotoveleiras, bem como luvas protetoras para os pulsos;
  • a criança precisa usar os calçados adequados: sapatos fechados e com solas espessas. Isto reduz o risco de potenciais machucados;
  • antes de mais nada, ensine a criança a usar o freio, explicando que é perigoso pular do patinete em movimento em vez de frear e que isto pode machucá-la;
  • deve-se evitar andar em caminhos escorregadios ou molhados, onde pode ser difícil de manobrar o patinete;
  • se a criança andar de patinete sozinha pela cidade, explique para ela que só deve andar ao longo de calçadas e áreas para pedestres;
  • o guidão deve ser segurado sempre com as duas mãos;
  • verifique regularmente se todas as partes do patinete estão afixadas com segurança umas nas outras e se os freios estão funcionando bem.

Nem toda criança tem uma aptidão esportiva natural. E nem toda consegue alcançar grandes resultados neste campo. Não obstante, levando-se em consideração o estilo de vida sedentário que a maior parte das crianças leva hoje em dia, um pouco de exercício físico é fundamental. Mesmo se a criança não for muito boa com atividades físicas, o patinete será uma boa opção para ela: andar de patinete não põe muita pressão na criança e permite manter uma boa forma física. Além disso, se você fizer companhia à criança quando ela andar de patinete, talvez vocês possam criar um novo hobby familiar!

3
Комментарии для сайта Cackle
Leia mais

Faça o download gratuito para iOS e Android
iphone-X
Aplicativo móvel «FindMyKids»
Veja a movimentação do seu filho no mapa, ouça o que está acontecendo ao redor do telefone quando você não estiver por perto. Envie um sinal alto quando a criança não ouvir sua ligação.
Faça o download gratuito para iOS e Android
Baixar aplicativo
iphone-X
Assine o blog subscription