Condicionamento físico e saúde para crianças: como fortalecer a imunidade em casa | FindMyKids Blog
Fechar
Novo
Criação
Aparelhos
Histórias
Popular
fb
0
fb
0
Dicas parentais

Como fortalecer a imunidade da criança em casa: regras de condicionamento físico e saúde

Não é um segredo para ninguém que o condicionamento físico e de saúde é altamente benéfico para todos. No entanto, muitas pessoas consideram ser necessário a prática apenas de banhos frios e exercícios físicos. Será que isso é verdade? A saúde ideal pode mesmo ser alcançada sem causar um grande estresse ao corpo humano?

Conteúdos:

O que significa condicionamento físico e de saúde?

Trata-se de uma combinação de métodos que permitem fortalecer o sistema imunológico, ajudando assim a proteger o indivíduo de gripes, resfriados e doenças infecciosas. Além disso, promove uma melhora geral na qualidade de vida e do sono, aumenta o apetite e, como resultado, ajuda a criança a ter uma maior resistência e altos níveis de energia. Até agora, não se conhece nenhuma forma melhor de aumentar a imunidade. E o melhor, o condicionamento não requer nenhum gasto financeiro e está disponível para todos.

Ter um bebê com uma boa imunidade significa não ter medo de quedas bruscas de temperatura, vento, correntes de ar e viroses. Essa criança tem uma menor probabilidade de ficar doente e, mesmo que adoeça, é capaz de enfrentar doenças respiratórias com muito mais facilidade. São crianças que apresentam menos problemas de pele, no sistema nervoso e digestivo.

No entanto, assim como outras práticas de saúde, o condicionamento tem suas particularidades e até contra-indicações. Para obter o resultado desejado, é necessário seguir algumas recomendações.

Quando começar

O condicionamento pode ser iniciado assim que o recém-nascido tiver alta do hospital e nunca é tarde para começar a praticá-lo. Seguindo todas as regras, você pode atingir o mesmo resultado que teria se já adotasse esta prática há muito tempo.

O principal fator que atrasa o início da adoção precoce do condicionamento é o despreparo psicológico dos pais. Pais devem se livrar de seus medos e receios em prol da saúde de seu bebê, de preferência antes mesmo do nascimento. Caso você esteja começando, é possível começar agora mesmo removendo a camada extra de roupa ou as meias de lã do seu filho. O excesso de roupas faz com que o corpo se acostume a tais condições e, como consequência, qualquer diminuição da temperatura, ainda que leve, resultará em um estado de hipotermia para o bebê.

Além disso, a decisão dos pais de iniciar os primeiros procedimentos de condicionamento na criança acaba sendo influenciada pela opinião de outras pessoas, principalmente os avós. Você deve se preparar para não ter apoio dos seus pais na sua iniciativa de fortalecer a imunidade de seu filho. No entanto, é importante lembrar que o bebê precisa levar um estilo de vida saudável desde os primeiros dias de vida e a opinião de ninguém sobre o assunto deve afetar seu futuro.

Uma abordagem individualizada

Não existem duas crianças idênticas, portanto, não existe uma abordagem de condicionamento única que seja a melhor para todos. Talvez alguns dos métodos não funcionem com seu bebê. Em todo caso, se a criança não gosta de alguma prática, você não deve insistir. Use uma regra simples: antes de experimentar algo no seu bebê, experimente em si mesmo.

Cuide não apenas da saúde de seu filho, mas também da segurança. Sempre saiba onde a criança está, a qualquer momento e em qualquer lugar, ouça os sons ambiente ao seu redor para ver e saiba se ele está bem e tenha como entrar em contato com ele, instantaneamente, sempre que necessário, com o aplicativo para pais cuidadosos Find My Kids.

O que é importante saber e como começar o condicionamento

A liberação do pediatra para a criança correr descalça dentro de casa não é necessária. No entanto, caso você decida aplicar com seriedade os procedimentos de condicionamento com seu bebê, é importante obter a orientação de especialistas: certifique-se de que a criança está saudável, verifique quando ela adoeceu pela última vez e se suas doenças crônicas estão controladas. O condicionamento pode prejudicar uma criança doente ou que não esteja totalmente em forma.

Também é importante lembrar que a adoção do condicionamento tem suas contra-indicações. São elas: a existência de doenças do sistema cardiovascular, problemas renais e sequelas perinatais ao sistema nervoso central. Não se deve esquecer que também é contra-indicado para bebês prematuros nos primeiros estágios de sua vida.

Lembre-se, o melhor exemplo para as crianças são seus pais. Portanto, quando o seu bebê perceber sua reação de alegria, por exemplo, a um banho frio, ele não terá medo e experimentará com prazer.

Tipos de tratamentos de fortalecimento imunológico e suas regras de implementação

Todos os métodos de condicionamento podem ser divididos em 2 grupos: geral e específico. Os gerais incluem uma rotina diária estabelecida, atividade física e alimentação adequada. Os específicos incluem o condicionamento usando fatores naturais (ar, sol e água). Os pediatras recomendam começar com os métodos mais simples, como banhos de sol e de ar fresco, especialmente para crianças que ficam doentes com frequência.

Banhos de ar fresco

O método mais fácil pode ser aplicado até em bebês. Depois do seu filho pegar no sono, deixe-o deitado sem roupas por alguns minutos. A temperatura no apartamento deve ser reduzida, mas não abruptamente (reduza gradualmente ao longo de vários meses) até chegar a 18°C. Aos poucos, a duração de cada sessão deve ser aumentada até chegar a períodos de 15-20 minutos.

É importante parar antes que o bebê demonstre sentir frio tendo arrepios. Antes de colocar as roupas da criança, você pode massagear suavemente sua pele usando uma luva macia.

O condicionamento ao ar livre inclui os seguintes métodos:

Caminhadas e jogos

Os jogos ao ar livre fortalecem o sistema imunológico, melhoram a resistência física da criança e resultam em uma melhora do humor. Caminhar ao ar livre ajuda os bebês a dormirem bem.

A criança deve estar vestida de acordo com a estação do ano, mas não excessivamente coberta com várias camadas de roupas e mantas. Certifique-se de que a criança não está com frio e que não está suando, pois isso é um indicador de que você vestiu seu bebê de menos ou de mais.

Crianças e adolescentes podem fazer caminhadas em todas as condições climáticas, mas sua duração deve ser ajustada de acordo com a época, variando entre 1 hora a várias horas por dia. No entanto, deve-se observar que quando a temperatura externa for de -15°C ou menos, a duração da caminhada deve ser encurtada para evitar a hipotermia.

Ventilação do quarto

Abra a janela do quarto da criança para ventilar o ambiente pelo menos 4 vezes ao dia, especialmente antes de deitar e após acordar, pela manhã. Em épocas mais frescas, a janela pode ficar aberta a noite toda, mas o ideal é ter uma tela instalada para evitar a entrada de insetos. A temperatura ideal do ar no quarto da criança é:

Idade Verão Inverno
Até os 3 anos de idade 20-22° С 22-23 °С
Maior do que 3 anos de idade 20-18 ° С 20-22 ° С
A umidade do ar recomendada deve ficar entre 40-60%. O ideal é que essas recomendações também sejam seguidas no ambiente da creche da criança.

As roupas certas

Desde o nascimento, é importante não manter seu bebê excessivamente agasalhado, evitando que ele fique muito suado ou sinta muito calor. As roupas perfeitas para um bebê devem ser leves, confortáveis e secas.

Andar descalço

Esta prática não apenas melhora a saúde em geral, como também é uma excelente prevenção para pés chatos. É possível começar a andar descalço dentro de casa para então começar a levar a criança para ambientes externos. Comece em superfícies mais agradáveis, como areia ou grama, depois em pedrinhas e conchas . É melhor caminhar na praia, em parques e em gramados, onde há pouco risco de machucar os pés da criança.

Condicionamento com a água

Este é um dos métodos de imunização mais eficazes. No entanto, deve ser iniciado após a criança ter dominado o método de condicionamento por ar. Esse método possui várias abordagens: dar um “banho de contrastes”, enxugar o corpo com uma toalha úmida e nadar em águas abertas.

Condicionamento em bebês (menores que 1 ano):

As crianças, a partir dos 2 meses de idade, podem ser limpas com lenços umedecidos frios. Diz-se que o passo preparatório é esfregar a criança com uma luva seca até que sua pele fique ligeiramente rosada. A pele se adapta aos poucos e depois disso, a fricção pode começar. No início, não deixe a temperatura da água mais fria do que 35°C. Depois, a temperatura deve ser reduzida sempre em um grau a cada poucos dias.

Assim que a criança estiver bem adaptada, você pode iniciar outras atividades.

Instruções sobre como condicionar crianças desde os primeiros dias de vida:

  1. Comece com o banho habitual da criança.
  2. Tire o bebê da banheira e molhe ele com um pouco de água que esteja 10°C mais fria do que a água da banheira. Você deve seguir a seguinte ordem: calcanhares, pernas, costas (sempre de baixo para cima). Todo o procedimento deve levar cerca de 5 segundos.
  3. Vista o bebê após 10-15 minutos.

A cada 4 dias, diminua a temperatura da água em 1 grau até que a diferença entre a água da banheira e a que você joga no bebê seja de 15 graus. Quando chegar neste estágio, você deve começar a respingar água fria no bebê durante o banho.

É preciso lembrar que este procedimento é bastante tonificante e revigorante, portanto evite fazê-lo antes de dormir. É uma prática perfeita para começar bem o dia.

Condicionamento a partir de 1 ano de idade:

Aos 2 ou 3 anos, as crianças geralmente começam a frequentar a creche. Por conta disso, essa é uma idade em que várias crianças começam a ficar doentes com frequência. É essencial, portanto, estimular e fortalecer a imunidade do seu filho por condicionamento:

  1. Coloque a criança na banheira com água na temperatura habitual. Se seu filho não gosta de se sentar na água ou se você só tem chuveiro em casa, você pode preparar um banho quente.
  2. Os pais preparam como se fosse uma “chuva” fria para a criança. Coloque uma ducha com água 15 graus mais fria do que o normal (no início, apenas as mãos são colocadas sob ela e por um curto período de tempo).
  3. A criança entra na água morna, seja na banheira ou no chuveiro. Este procedimento é realizado pelo menos três vezes e a água fria é desligada.
  4. Nos próximos banhos, coloque não apenas as mãos, mas molhe também os pés, as costas e o pescoço com a água mais fria.
  5. Ao final, não enxugue a criança com uma toalha. Use a toalha apenas para cobrir o seu filho.
  6. Recomenda-se vestir a criança entre 10 e 15 minutos depois.

Crianças mais velhas ou adolescentes que ainda não têm experiência com o condicionamento vão gostar de lavar o rosto com a água fria. Normalmente, isso é mais fácil do que molhar todo o corpo. Quando estiver acostumado com essa prática, você pode gradualmente passar para o pescoço, ombros, braços até os cotovelos e, a seguir, para todo o corpo. A temperatura da água para iniciantes deve ser morna, em torno de 28-30°C. Aos poucos, deve-se reduzir até chegar a 15-18°C. Isso deve ser feito lentamente, não mais do que 1°C a cada 5-10 dias.

A criança também pode lavar as mãos com água fria, mas é importante ter certeza de que ela não está sentindo frio para não piorar sua saúde.

Água salgada no banho em casa

Todo mundo conhece os benefícios de nadar no mar, porém, poucas pessoas sabem que o mar pode ser simulado em um banho, sendo o único requisito o sal marinho. Há um século, cientistas descobriram a utilidade dos banhos de água salgada: o cloreto de sódio na água afeta não apenas os termorreceptores da pele, mas também normaliza a atividade do sistema nervoso. A duração do banho em água salgada não deve exceder 15 minutos.

Enxaguar o corpo com água salgada fria aumenta significativamente a circulação sanguínea. Se o bebê não for enxaguado após o banho, a “camada de sal” remanescente na pele prolongará o efeito por várias horas.

“Banho de contraste”

Outro ótimo método é um banho que alterna água quente e fria. O resultado será melhor quanto maior for a diferença de temperatura da água quente e fria. Você deve começar lenta e gradualmente. Primeiro, é necessário aquecer a criança, depois respingar água fria sobre ela. Em seguida, mergulhe os pés e as mãos na água fria e volte a abrir a água quente. Após três repetições, o banho deve ser finalizado com uma ducha de água fria.

Ao final, enrole a criança em uma toalha.

Enxágue com água

Este procedimento envolve despejar água sobre o corpo. É melhor começar com uma temperatura de água confortável e diminuir 1 grau a cada 1-2 dias. Se você não estiver pronto para essa mudança drástica, comece enxaguando os pés. Lembre-se que molhar o corpo com água fria e água gelada são coisas diferentes e é aconselhável escolher a opção menos agressiva para crianças.

Nadar em águas abertas

Nadar em um lago ou em uma piscina natural é uma atividade de condicionamento, além de ser um esporte. Para começar, a temperatura da água não deve ser inferior a 22°C e a natação para uma criança não deve ser muito demorada. Quanto mais jovens são, menos tempo devem nadar. Se o bebê ficar com os lábios azuis e/ou sentir arrepios, você deve tirá-lo imediatamente da água, aquecê-lo e dar-lhe uma bebida quente.

Condicionamento com o sol

Os banhos de sol começam com um passeio pela sombra das árvores. A temperatura ideal do ar deve variar entre 22° e 29°C. A criança deve usar proteção para a cabeça o tempo todo. Após 1-2 dias, os braços e pernas do bebê podem ser expostos ao sol por 5 minutos. Conforme os dias forem passando, é possível deixar a criança apenas com a fralda ou roupa de banho. O tempo de exposição ao sol é aumentado de 5 para 10 minutos por vez, mas não é recomendado um banho de sol maior do que 50 minutos por dia. Durante o processo, ofereça mais líquidos ao seu filho. Após o banho de sol, recomenda-se derramar água fresca da cabeça aos pés.

É muito importante lembrar que só é possível pegar sol entre 8 e 10 horas e após às 16 ou 17 horas, quando sua intensidade não está tão forte.

Se a criança estiver suando muito e seu rosto ficar vermelho, ela pode estar com a temperatura corporal muito elevada. Leve seu filho para a sombra com urgência e ofereça água fresca para beber. Seu rosto deve ser molhado com água fria.

Para obter um bom resultado, é importante combinar os métodos mencionados acima.

Esses são os métodos tradicionais de condicionamento. Existem ainda formas menos triviais que se baseiam na oscilação brusca de temperatura e envolvem despejar água gelada, esfregar o corpo com neve etc. É importante observar que esses métodos têm contra-indicações e devem ser adotados com cautela. Além disso, não são recomendados para crianças, especialmente em idade pré-escolar.

Condicionamento da garganta

Fortalecer a garganta é importante para crianças e adultos, a fim de se protegerem de complicações de resfriados e promover o aumento da imunidade. O princípio deste método reside no efeito do frio na mucosa da garganta, que acaba se acostumando e reage à baixa temperatura de forma mais branda, o mesmo ocorre durante a ingestão de bebidas geladas e sorvetes.

A melhor época para iniciar o condicionamento da garganta é o verão, quando a estação de gripes e resfriados ainda não chegou. Esses métodos são eficazes quando realizados duas vezes ao dia, de manhã e de noite.

Métodos de condicionamento da garganta:

– oralmente (bebendo líquidos)

Este método é altamente eficaz e rápido. Comece tomando água, suco ou outro líquido em temperatura ambiente, diminuindo sua temperatura gradualmente. Não se esqueça de tomar em pequenos goles.

– lavagem

Esta é a opção mais segura, mesmo para aquelas pessoas que, frequentemente, ficam doentes. Consiste em “lavar”, duas vezes por dia, a garganta com água a 25°C. A cada 4 dias, a temperatura é reduzida, levando a água gradativamente até 15°С.

– sorvete

O método mais amado pelas crianças, mas não apenas elas. Comece com 1 colher de chá de sorvete amolecido e vá aumentando a porção aos poucos. No entanto, não exagere na ingestão de doces.

O que fazer no inverno?

Com o início da estação mais fria, deve-se tomar alguns cuidados extras. Se a criança estiver resfriada, adie o condicionamento. Porém, quando estiver bem e saudável, vale seguir as seguintes regras:

  • aumente a diferença de temperatura aos poucos e com cuidado;
  • o tempo de duração dos procedimentos deve ser reduzido aos poucos.

As regras do condicionamento

O bebê gostar ou não dos métodos de condicionamento vai depender dos pais. É importante não assustar a criança e não insistir se ela categoricamente não quiser. Caso você consiga transformar o processo em uma brincadeira, certamente tudo correrá bem. Dessa forma, este objetivo será alcançado em pequenos passos.

O condicionamento é apenas um dos passos para um estilo de vida mais saudável. É interessante introduzir a criança a uma atividade física, manter uma alimentação balanceada e uma rotina diária rígida desde a infância. Os exercícios físicos melhoram o funcionamento do corpo e aumentam sua eficiência. Se você executar todos estes métodos como um conjunto, o efeito positivo no corpo logo irá aparecer!
Получите чек-лист подготовки к школе на свою почту
0
Conversar sobre o artigo
Leia mais
Faça o download gratuito para iOS e Android
iphone-X
Aplicativo móvel «FindMyKids»
Veja a movimentação do seu filho no mapa, ouça o que está acontecendo ao redor do telefone quando você não estiver por perto. Envie um sinal alto quando a criança não ouvir sua ligação.
Faça o download gratuito para iOS e Android
Baixar aplicativo
iphone-X