Ranking de aplicativos que as crianças mais usam no Brasil | FindMyKids Blog
Fechar
Psicologia

Estatísticas de Violência em Jogos de Vídeo: Jogar Vídeo Games gera Violência?

fb vk tw mobile

Confira o ranking dos aplicativos mais utilizados pelas crianças brasileiras, diariamente, e veja o tempo que ficam expostas, de acordo com cada categoria!

São muitos os conteúdos indesejados na internet, especialmente para as crianças. Daí a importância de se monitorar os jogos online. Saiba mais nos próximos parágrafos.

Pensando na proteção de seus filhos, os pais monitoram o uso da internet, liberando conteúdos com as devidas classificações etárias. Entre eles, está o acesso a filmes, jogos e aplicativos.

Infelizmente, as instruções para determinadas faixas etárias não são respeitadas por alguns editores. Conforme um estudo realizado por jornalistas do Wired, conteúdos violentos, sexuais e explícitos, entre outros, acabam entrando no celular de seus filhos.

Para te ajudar, o aplicativo Find My Kids compilou uma lista dos aplicativos mais populares em celulares infantis, conforme estatísticas, e os analisou. Aqui você vai encontrar informações sobre cada inscrição no telefone das crianças e adolescentes. Veja o que é seguro ou prejudicial para a psique da criança, bem como para a sua saúde mental, e saiba como agir no caso de uma influência negativa!

Conteúdo

Os 10 aplicativos mais usados por crianças no Brasil

Aplicativos que as crianças mais usam, de acordo com as estatísticas do Find My Kids

10 aplicativos mais usados pelas criancas O gráfico acima descreve o tempo que as crianças brasileiras passam em cada uma das redes sociais mais utilizadas no Brasil. Note que a preferência nacional, entre os garotos, é para as mensagens via Whatsapp, porém também apreciam outros apps, como o Instagram e Interfaces de chamadas.
No Brasil, as crianças passam 50% mais tempo conectados à internet, se comparado à média global com este ranking liderado pelo WhatsApp Messenger. Confira a tabela abaixo!

Nome do app Tempo em minutos Tempo em horas
WhatsApp Messenger 239.6 4.0
YouTube 159.4 2.7
Facebook 63.1 1.1
Instagram 49.6 0.8
Garena Free Fire 28.5 0.5
Waze — GPS, Mapas, Alertas, Trânsito em Tempo Real 20.8 0.3
Google Chrome: rápido e seguro 13.3 0.2
Netflix 13.2 0.2
Calling interface (Interfaces de chamadas Ex. Celular) 10.7 0.2
ROBLOX 8.4 0.1

Confira aqui uma descrição detalhadas sobre cada um dos aplicativos online da lista dos Top-10. Observe também, informações sobre classificação etária, se gratuito ou não, com ou sem anúncios, sua finalidade e características, bem como funciona, seguro ou não, com conteúdo indesejado ou não, entre outras informações!

1. WhatsApp Messengerwhatsapp-messenger brazilCom classificação livre, o WhatsApp Messenger é gratuito e está disponível para Android, Symbian, iOS e Windows Phone. Sua finalidade é de enviar e receber mensagens de texto e voz, links, vídeos e imagens sem tarifas, bem como de realizar chamadas gratuitas e conversas em grupo.

O aplicativo é considerado seguro, apenas se os pais monitorar o que os filhos fazem online. Entre as desvantagens para crianças e adolescentes, está o fato de ser possível adicionar diferentes contatos, compartilhamento de imagens e vídeos impróprios, entre outros.

Note que as crianças preferem o WhatsApp Messenger, que é o aplicativo que lidera o ranking em 43,7% da preferência nacional.

os aplicativos mais usados pelas criancas

2. YouTubeyoutube brazilYouTube é uma plataforma bastante popular no mundo todo, sendo utilizada para compartilhar vídeos. É acessado de forma gratuita, para pessoas acima de 13 anos. Tem como valores a liberdade de expressão, direito a oportunidade, informação e liberdade para pertencer.

A plataforma contém anúncios, conteúdos indesejados e permite a publicação de vídeos com temas variados, bem como o acesso a eles. Portanto, não é considerado seguro para crianças e adolescentes, mesmo que os pais ativem o “Modo restrito”.

tempo que as criancas passam no youtube

Pesquisa revela que as crianças passam, em média, 13% do seu tempo (diário) apenas no YouTube, o que indica um tempo além do limite para a faixa etária.

3. Facebookfacebook brazilÉ uma rede social gratuita, contém anúncios e permite compras no aplicativo. Está disponível para Android, iOS e web. Por meio dele é possível ter acesso ao que os amigos (contatos) estão fazendo, compartilhar fotos, vídeos e atualizações, receber notificações de curtidas e comentários. Também é possível jogar, comprar e vender.

Foi desenvolvida para pessoas a partir de 13 anos, ja que permite que pessoas perigosas tenham acesso à localização dos menores. Outros problemas também expõe crianças e adolestentes, como: pornografia, contato com pedofilos disfarçados, cyberbullying, acesso a conteúdos impróprios, entre outros. Sem contar que as crianças já entram mentindo sua idade.

4. Instagraminstagram brazilA rede social está disponível gratuitamente, mas contém anúncios e está disponível para pessoas a partir de 13 anos. Com ele é possível capturar e compartilhar momentos por vídeos ou fotos, seguir amigos e descobrir contas do mundo todo por meio de temas interessantes ao usário.

Nao é seguro para crianças por permitir diferentes funções. Entre elas, navegar em imagens postadas pelas pessoas que se segue, interagir com as publicações, bem como curtir e comentá-las. Permite também que o usuário faça transmissão ao vivo, envie mensagens privadas, assista aos stores e vídeos de amigos, entre outros.

5. Garena Free Firegarena free fire brazilIndicado para maiores de 12 anos, já que contém cenas inapropriadas para menores e compras no aplicativo. Trata-se de um jogo de tiro e sobrevivência, em que o jogador terá de enfrentar outros 50 jogadores para tentar sobreviver.

Em 10 minutos, o jogador poderá procurar por armas, se proteger, saquear inimigos e ser o único sobrevivente. É um jogo que reproduz a violência, portanto, não é considerado um jogo para crianças por não ser seguro para menores.

6. Waze — GPS, Mapas, Alertas, Trânsito em Tempo Realwaze-gps-app-brazilO aplicativo possui censura livre e contém anúncios. É um mapa que traz informações sobre o trânsito, polícia, obras, acidentes, entre outros. O intuito do app é de alertar sobre o trânsito, oferecendo a melhor rota e evitar perigos.

Possibilita que os usuários ouçam músicas, cheguem rápido ao destino, dirigir com Android Auto e encontrem o caminho. Ele é considerado seguro, tanto que possui censura livre.

7. Google Chrome: rápido e segurogoogle chrome brazilCensura livre, o navegador traz conteúdos personalizados de notícias, opções de downloads, links rápidos a sites favoritos, Google tradutor e pesquisas. Por meio dele é possível ter acesso a imagens e sites variados, para diferentes públicos, incluindo conteúdos sexuais e violentos.

Para que possa ser usado por menores, há a possibilidade de criar um usuário supervisionado.

8. Netflixnetflix brazilO aplicativo da Netflix está disponível para pessoas maiores de 16 anos e visa oferecer a melhor experiência para os usuários, em qualquer lugar e momento. Possui opção de compras no aplicativo, mas pode ser baixado gratuitamente como parte da assinatura.

Por meio dele é possível assistir milhares de filmes e séries de TV, no seu celular. Basta ser assinante Netflix e navegar pela seleção de títulos. É importante lembrar que as séries e filmes são selecionadas em classificação variada, incluindo títulos para maiores de 18 anos.

9. Calling interface

As crianças costumam utilizar Calling Interface (ou interfaces de chamadas). Entre os aplicativos mais comuns, que realizam chamadas, como o Facebook Messenger, WhatsApp Messenger, Skype e Viber, as crianças passam mais tempo no WhatsApp Messenger. Os apps de celular estão substituindo cada vez mais as ligações telefônicas comuns, se tornando um importante meio de conversa entre as crianças.

10. Robloxroblox brazilEmbora seja indicado para toda a família, o aplicativo é considerado impróprio para menores de 14 anos. Ele contém anúncios, é gratuito para jogar, mas com a opção de compras e, no geral, é considerado muito bom pelos usuários.

Trata-se de um jogo interativo, em que os usuários exploram um universo virtual 3D com amigos. Oferece acesso a uma comunidade de jogos, com opções de multijogadores, competições e aventuras interativas. Além disso, os jogadores têm grandes desafios, alguns não recomendados para menores, inclusive, o chat online e mensagens privadas. Entre eles, encarar hordas de mortos-vivos, explorar confins da galáxia, entre muitos outros.

Aplicativos que as crianças usam de acordo com as estatísticas do Find My Kids

Dividimos os aplicativos que as crianças mais usam em três categorias:

  • Aplicativos de entretenimento
  • Redes sociais e de mensagens
  • Jogos
  • Jogos padrão

Confira agora informações úteis aos pais, sobre cada uma das categorias!

Aplicativos de entretenimento

As crianças estão cada vez mais modernas e buscando informações na internet, seja para uma curiosidade, estudo ou lazer. Veja informações detalhadas sobre os apps de entretenimento mais usados por crianças e adolescentes, incluindo alguns apps populares para pais e professores:

1. YouTube Kids:youtube-kids-brazilSobre:
Fornece informações por meio de vídeos de passo a passo e outros, filtrando vídeos impróprios a menores de idade. Contém anúncios.

Recomendações aos pais:
Os pais devem ficar atentos a conteúdos proibidos para menores, bem como postagens de vídeos inadequadas, já que na própria descrição do app informa que não existem sistemas perfeitos.

Indicação: até 8 anos.

Preço: gratuito

2. Snapchat:snapchat-brazilSobre:
É favorito entre os adolescentes, especialmente, pois permite estar por dentro do que ocorre no mundo da fama e dos amigos. Contém anúncios.

Recomendações aos pais:
Os pais devem se atentar às postagens, seguidores, imagens, vídeos e mensagens.

Indicação: maiores de 12 anos.

Preço: gratuito.

3. TikTok:tiktok-brazilSobre:
Ideal para quem deseja criar vídeos curtos, gravar ou editá-los com efeitos especiais. Contém anúncios e oferece compras no app.

Recomendações aos pais:
Não é recomendado para menores, já que as crianças ficam vulneráveis a pedófilos e a imagens de conteúdo sexual.

Indicação: maiores de 12 anos.

Preço: gratuito.

4. Spotify:spotify-brazilSobre:
Oferece um universo de músicas e podcasts. Os usuários podem ouvir um artista, um álbum ou criar uma playlist com as músicas favoritas. Contém anúncios.

Recomendações aos pais:
Exige cadastro e possui anúncios, porém, é possível fazer uma assinatura e fugir de propagandas da versão gratuita.

Indicação: maiores de 12 anos.

Preço: gratuito.

Redes sociais e de mensagens

As crianças estão cada vez mais comunicativas na internet e utilizando meios de comunicação, como o WhatsApp. Veja outros aplicativos mais queridinhos de crianças e adolescentes, que funcionam como mensageiros.

1. Messengerfacebook-messenger-brazilSobre: Bastante usado para envio de mensagens, mas também possibilita o envio de imagens e vídeos, além de áudios, ligação, vídeo-conferência, jogos e bate-papo. Oferece compras no aplicativo.

Recomendações aos pais:

Além do compartilhamento de imagens, vídeos e a facilidade de adicionar pessoas com má intenção, os pais devem se atentar ao fato de que o app permite compartilhar a localização de crianças e adolescentes.

Indicação: acima de 12 anos.

Preço: gratuito.

2. Sarahahsarahah-brazilSobre:
Permite que os usuários enviem mensagens de forma anônima para seus contatos, por meio de apps como o Snapchat. Contém anúncio.

Recomendações aos pais:
Embora tenha sido criado como aplicativo para que as pessoas enviassem coisas positivas umas às outras, ele funciona mais como um app de ciberbullying.

Indicação: maiores de 12 anos.

Preço: gratuito.

3. Omegle
omegle-brazilSobre:
É um app de chat e bate-papo muito usado por pré-adolescentes e adolescentes, permitindo que eles conversem com pessoas do mundo todo.

Recomendações aos pais:
A lista de amizades é vasta, favorecendo a comunicação com pessoas estranhas, de forma anônima e aleatória. Pode ser usado por pedófilos.

Preço: gratuito.

4. YoWhatsapp
Sobre:
Funciona como uma versão alternativa do WhatsApp e que, quanto mais utilizado o app, permite aos usuários conquistarem várias funcionalidades extras, interagindo mais com as mensagens.

Recomendações aos pais:
Por funcionar como o WhatsApp, o uso do aplicativo por crianças e adolescentes deve ser monitorado pelos pais.

Indicação: livre.

Preço: grátis.

Jogos

As crianças são mais atraídas por aplicativos de entretenimento do que por jogo eletrônico. Porém, eles não devem ser ignorados pelos pais, já que muitos contêm violência e conteúdos inapropriados.

Um exemplo é a Play Store do Google, que possui uma lista enorme de games violentos e desagradáveis para crianças. Alguns dos aplicativos de jogos de crianças mais acessados:

1. Brawl Starsbrawl-stars-brazilSobre:
Está na lista dos jogos para adolescentes mais baixados, mas que também é jogado pelos pequenos, embora não seja um jogo de crianças. Trata-se de um jogo de ação, com batalhas agitadas entre amigos ou sozinho. O jogo de morte traz duelos de sobrevivência em diferentes cenários. Além disso, as equipes têm que proteger seus cofres, enquanto tentam abrir do time adversário. Oferece compras no aplicativo.

Recomendações aos pais:
O jogo é violento e ensina a prática de roubo. Oferece batalha em tempo real, com amigos, jogadores desconhecidos ou por meio de clubes.

Indicação: a partir de 10 anos.

Preço: grátis.

2. Overwatch Gameoverwatch-brazilSobre:
É um jogo de matar a tiro muito popular entre estudantes, que precisam formar equipes com pessoas reais.

Recomendações aos pais:
As crianças ficam expostas a desconhecidos, linguagem inapropriada, representações sangrentas, uso de tabaco e a violência.

Indicação: a partir de 13 anos.

Preço: gratuito.

3. Mad Max Zombiesmad-zombies-brazilO jogo de tiros tem como finalidade, matar zumbis. O jogador passa por vários cenários para eliminar o máximo de mortos vivos que puder, sem ser capturado por eles. Contém anúncios.

Recomendações aos pais:
O jogo da morte traz cenas sangrentas, imagens de cadáveres ambulantes, armas de fogo, consumo de drogas, fumo e atividades criminosas. Além da vasta lista de armas e munições, ele contém visual caótico e recheado de ruinas.

Indicação: livre.

4. Drive Die Repeat – Zombie Gamedrive-die-repeat-zombie-game-brazilEsse é um dos jogos de matar pessoas mortas, ou seja, mortos-vivos. Os jogadores devem derrubar os zumbis com seu carro de corrida e um arsenal de armas que aumenta cada vez mais. São diversos os cenários e a cada zumbi morto, o usuário recolhe dinheiro para atualizar o veículo, armaduras e armas. Contém anúncios e oferece compras no aplicativo.

Recomendações aos pais:
É um dos jogos sangrentos e violentos mais populares, em que os jogadores devem atropelar e esmagar os zumbis para matá-los ou usar armas de fogo.

Indicação: acima de 14 anos.

Preço: gratuito.

Estatísticas de horas/dia (em porcentagem) as crianças gastam nos aplicativos, por categoria

horas em que as criancas que usam applicativos

As crianças costumam passar mais tempo do seu dia nas redes sociais e de mensagens, se comparado a aplicativos de entretenimento e outros.

Dicas para proteger os filhos na internet

Conforme publicado pela revista Galileu, estudos comprovam que videogames violentos gera uma ideia errada de que os adolescentes se tornam agressivos. Para o pesquisador-chefe e diretor de pesquisa no Oxford Internet Institute, Andrew Przybylski, os pais não devem ficar tão preocupados.

kid-with-tabletPorém, é fato que os adolescentes podem apresentar um comportamento antissocial ao jogar games violentos. Para proteger seu filho na internet, os pais precisam:

  • Ter diálogo aberto com a criança/adolescente.
  • Conversar sobre os perigos online.
  • Ensiná-los a aproveitar conteúdos bons e educativos.
  • Enfatizar que jamais deve fornecer informações pessoais.
  • Mostrar como desabilitar ferramentas de localização.
  • Verificar sempre o histórico da criança.
  • Contar com aplicativos espiões, como o Find My Kids.

Pesquisa de violência em videogames

De acordo com a OMS, o vício e videogame é um problema de saúde mental. Desde o massacre em Columbine, 1999, vários foram os estudos sobre a postulação do videogame causar atos de violência.

Porém, até aos dias atuais, nenhum deles provaram a relação de jogos a ataques violentos. Entre os estudos mais recentes, está o da Universidade de Oxford, que realizou uma pesquisa com mais de mil adolescentes e seus pais.

Tal estudo foi divulgado em fevereiro e mostrou que os jovens que jogam videogame com regularidade, não se mostraram propensos à violência, comparando com os que não jogam.

De acordo com o líder da pesquisa, o professor Andrew Przybylski, os jovens que jogam videogame podem sim manifestar sentimentos de raiva. Porém, isso está relacionado a frustação no jogo e sem qualquer relação direta a ações agressivas para a vida real.

Para Przybylski, os estudos realizados há tempos, podem ter como base o preconceito dos pesquisadores sobre o assunto. Com isso, as conclusões foram distorcidas em relação aos jogos de violência.

Por que videogames violentos são bons e ruins?

Videogames podem ter efeito benéfico ou não para crianças e adolescentes. Veja!

Prós Contras
Jogadores melhoram suas habilidades de percepção. Jogar videogames pode afetar a atenção necessária na sala de aula.
Videogames estimulam decisões rápidas Prejudicam as interações sociais, quando em excesso.
Videogames de ação melhoram a visão. Jogos violentos levam a aumentos significativos na dessensibilização, alerta fisiológico e cognição agressiva.
Jogos pró-sociais ajudam no comportamento dos jogadores em ajudar outras pessoas. Vício em videogames traz problemas que podem ser comparados aos de abuso de substâncias químicas ou vícios de jogos não-eletrônicos.
Crianças que jogam jogos pró-sociais no começo do ano letivo aumentam os «comportamentos úteis» no restante do ano escolar. Evidências de que os jogos aumentam os tipos de agressões verbal, relacional e física.
Os games também podem aumentar a satisfação e a autoestima, quando o jogador tem suas habilidades reconhecidas. Os games podem passar a sensação (momentânea) de potência e controle.
Games de tiro melhoram a coordenação motora. Videogames aumentam a propensão a engordar.
Videogames podem potencializar a imaginação, a aprendizagem e o pensamento. Jogos aumentam a irritabilidade e agressividade nas crianças, quando submetidas a ordens: fazer os deveres de casa, arrumar o quarto, tomar banho ou jantar.
Por exigir realizar uma performance melhor em menos tempo, ajuda agilidade e motivação. Crianças e adolescentes ficam sonolentos ao dormir tarde, por conta dos jogos.
Crianças que jogam videogames se tornam mais criativas. Jogos ajudam no sedentarismo.

O que dizem os psicólogos a respeito dos jogos violentos

Enquanto pesquisadores defendem que os jogos violentos não são a raiz do problema, quando se trata de massacres, alguns psicólogos têm outro ponto de vista.

A renomada Universidade de Oxford, Reino Unido, aponta que “games violentos não geram agressão no mundo real”, como informado acima, de acordo com Andrew Przybylski.

Já para alguns especialistas em psicoterapia, os games podem ser vistos como uma válvula de escape em um dia estressante. Porém, a indicação de idade deve ser respeitada e cabe aos pais censurarem escolhas inapropriadas.

Para muitos especialistas, existe um conjunto de fatores que contribuem com a violência entre os jovens. Entre elas, o ambiente familiar problemático pode ser um grande fator.

Por outro lado, alguns adolescentes acabam se acostumando com a violência dos jogos e passam a encará-la em seu comportamento cotidiano. Vale entender como jogos violentos os que exigem que os jogadores mutilar, matar ou decepar a cabeça e membros dos personagens.

Psicólogos e psiquiatras, no geral, enfatizam que estes jogos podem fazer com que alguns jovens se acostumem com a violência e passam a encará-la no dia a dia, em seu comportamento.

Quanto mais precocemente as crianças ficam expostas a violência, mais vulneráveis ficam ao prejuízo do funcionamento cerebral. Isso pode acarretar em alterações funcionais e estruturais.

Além disso, quanto mais nova a criança for, maiores serão as chances de que ela confunda a realidade com a ficção, já que compreende o mundo de forma literal e concreta.

É fundamental aos pais, imporem limites e ficarem atentos aos filhos, observando alterações comportamentais disfuncionais. Entre eles, irritabilidade, explosões de raiva e reprodução de falas ou atos violentos.

Proteja seus filhos com Find My Kids

Se você não sabe como proteger seus filhos de todos os problemas que o mundo virtual oferece, instale o aplicativo Find My Kids! Por meio dele você poderá ver as estatísticas de uso de aplicativos do celular do seu filho.find-ne-kids-statistics-eng

Ao instalar o app, você estará sempre atualizado com os apps baixados pelos adolescentes e crianças. Ele oferece:

  • Verificar quais os jogos que seu filho joga.
  • Horário em que estão jogando.
  • Quantas vezes utilizam as redes sociais e mensagens.
  • Se estão acessando e jogando conteúdos e jogos violentos e impróprios para a idade.
  • Entre muitas outras coisas.

Além disso, permite aos pais saberem a localização exata e em tempo real dos filhos. Isso porque o Find My Kids ajuda a rastrear as pessoas por meio do smartphone ou relógio GPS.

Ou seja, esse aplicativo permite fazer o rastreamento de seu filho e monitorar o uso de aplicativos. Fora que, em caso de perigo, a criança pode apertar um botão SOS, enviando um alarme ao telefone cadastrado dos pais.

Baixe a melhor opção e fique tranquilo com seus filhos online!

brazilian banner fmk

email

Assine agora!

Enviamos artigos que auxiliam os pais.Só vantagens!
Leia mais

Aplicativo móvel «Find My Kids»
Veja a movimentação do seu filho no mapa, ouça o que está acontecendo ao redor do telefone quando você não estiver por perto. Envie um sinal alto quando a criança não ouvir sua ligação.
Faça o download gratuito para iOS e Android
iphone-X
Assine o blog subscription