A síndrome do perfeccionista em crianças e adultos: tipos, causas e formas de acabar com ela | FindMyKids Blog
Fechar
Novo
Criação
Aparelhos
Histórias
Popular
fb
0
fb
0
Entrevista com um psicólgo

“Só nota 10!”: o que é a síndrome do perfeccionista e por que ela pode ser perigosa?

Uma criança com a síndrome do bom aluno pode ser o sonho de muitos pais. Ter um filho sério, responsável e que deixa os pais felizes com suas notas e conquistas. Mas será que tudo isso é tão inofensivo quanto parece?

Você aprenderá mais sobre esse assunto e suas consequências neste artigo. Vamos falar sobre como a síndrome do bom aluno se manifesta em crianças e, até mesmo, em adultos, seus perigos e o que é possível fazer para evitar que ela se torne nociva.

Conteúdos:

O que é a síndrome do bom aluno?

Características

A síndrome (ou o complexo) do bom aluno – é um termo da psicologia. Faz referência às características psicológicas de alguém que busca alcançar grandes resultados e ter mais oportunidades de receber elogios dos demais. Isso significa que ela quer fazer tudo com perfeição. Uma criança espera esse tipo de reconhecimento do seu esforço de seus pais e professores. Já um adulto espera de seus entes queridos e superiores no trabalho.

Caso exista um risco de receber uma nota baixa, o aluno nota 10 recusa-se a realizar a tarefa por medo de fracasso ou derrota.

A síndrome do bom aluno não deve ser confundida com o perfeccionismo em geral, pois não são exatamente a mesma coisa. Para perfeccionistas, o resultado perfeito é o mais importante, enquanto que para os alunos nota 10 o importante é que esse resultado seja apreciado por outras pessoas. Nesse caso, a qualidade da tarefa pode estar longe de estar boa, pois o objetivo principal é criar, ao menos, a aparência de “perfeição”.

blockquote

Ao olhar pra trás, todos nós conseguimos encontrar erros já cometemos. E, muitas vezes, eles surgem de duas motivações: nossa vontade incansável de ter sucesso e uma autoconfiança inabalável. A síndrome do bom aluno nos fez acreditar que é muito importante desenvolver essas duas qualidades em nós mesmos. Mesmo quando temos fracasso atrás de fracasso, continuamos com a crença de que simplesmente não temos fé em nós mesmos. Para muitos de nós, é preciso anos de fracasso até perceber que não se trata da falta de fé em nós mesmos, mas sim em seu… excesso.

Principais fatores

As seguintes características podem ser observadas em um aluno nota 10:

  • constante expectativa de elogios e aprovação dos outros;
  • esforço exagerado na entrega de tarefas perfeitamente executadas;
  • dificuldade para lidar com críticas;
  • medo de falhar na execução de uma tarefa, principalmente naquelas em que não tenha experiência;
  • hiper responsabilidade;
  • ciúme do sucesso de outras pessoas.

Os gatilhos da síndrome

A síndrome do aluno nota 10 surge na criança ainda em idade pré-escolar, e suas primeiras manifestações são perceptíveis nos primeiros anos na escola.

Dois tipos de problemas desencadeiam o desenvolvimento desta síndrome. São eles:

Erros dos pais

Expectativas não atingidas

“Desde criança, eu sempre sonhei em ser bailarina. No entanto, meus pais não tinham como pagar aulas de dança e essa carreira permaneceu como um sonho. Agora posso matricular minha filha no melhor estúdio de balé. Ela vai frequentar as aulas, treinar muito e vai realizar o meu sonho de ser bailarina”.

Vaidade

“Meu filho tem que ser melhor do que as outras crianças. Ele deve tirar nota 10 e deixar todos orgulhosos dele. A nossa família é uma família de professores e o nosso filho não será diferente de nós”.

Ambições

“Quero ter orgulho do meu filho e ver que meus amigos e parentes vejam o mesmo. Por isso é tão importante que ele tenha excelentes notas, conquistas esportivas e acadêmicas. Isso vai deixar claro para todos ao meu redor de que eu sou uma mãe maravilhosa”.

O pai ou mãe têm a síndrome do perfeccionista

“Estou acostumada a fazer tudo certinho: desde os relatórios do trabalho até a limpeza da casa. Não é nada demais querer que meu filho faça o mesmo. Aprendi que qualquer tarefa deve ser realizada com perfeição. Vou exigir isso, ainda que signifique entrar em atrito com o meu filho”.

Abandone a abordagem controladora e pare de restringir a liberdade do seu filho. Isso não significa que você tenha que deixar de garantir sua segurança e bom desenvolvimento. Saiba onde seu filho está a qualquer momento e também por onde passou durante o dia, entre em contato com ele imediatamente, se for necessário, e ouça o que está acontecendo ao seu redor usando o aplicativo Find My Kids.

Traços específicos da personalidade

“Quando criança, eu era tímido e inseguro. Continuei sendo do mesmo jeito depois de adulto. Estou sempre achando que estou fazendo algo errado, revisando meu trabalho e tentando torná-lo perfeito. Quando alguém faz um comentário ou crítica sobre mim, eu não consigo levar numa boa, mesmo quando é algo que faz sentido. Só quero fugir daquela situação”.

Os aspectos bons e ruins do aluno nota 10

Essa síndrome pode tanto ajudar como se tornar um obstáculo na vida de uma pessoa.

Vamos começar com as vantagens de fazer tudo com perfeição:

Responsabilidade

Os alunos nota 10 raramente perdem prazos, faltam compromissos, tiram licenças ou chegam atrasado ao trabalho. A seriedade é uma prioridade em relação a qualquer trabalho.

Abordagem cuidadosa

Pessoas com a síndrome de perfeccionista não deixam passar erros bobos. São confiáveis para realizar os trabalhos árduos e complicados.

Boa reputação

Qualquer pode sempre confiar em um aluno nota 10 e ter certeza de que não irá se decepcionar.

Determinação

“Olhar sempre em frente, não desviar do objetivo antes da vitória”. Este é o lema de um aluno nota 10. No entanto, isso só vai acontecer se o aluno possui conhecimentos e habilidades suficientes para iniciar esse projeto. Caso contrário, o medo que sentem do fracasso será tão grande que não vão sequer dar o primeiro passo.

Os seguintes fatores podem ser considerados desvantagens da síndrome do bom aluno:

Grande sensibilidade a críticas

Quando um aluno nota 10 recebe uma crítica, parece que o mundo está acabando na sua frente. Ele sequer consegue escutar o que está sendo dito e imediatamente começa um processo de se inferiorizar dizendo a si mesmo “Eu sabia que eu não prestava pra nada! Agora todo mundo vai ver que eu sou um inútil e incompetente!”

Baixa autoestima

São pessoas que tendem a diminuir os seus próprios sucessos e pensar sobre si mesmas de forma negativa.

São dependentes da opinião dos outros

Um aluno nota 10 nunca é capaz de avaliar o seu próprio trabalho por conta própria, ele está sempre pedindo e considerando a opinião de outras pessoas.

Sentem uma ansiedade constante

“Eu fiz o relatório direito? Será que eu cometi algum erro? Ah não, talvez aquela última tabela esteja errada”. Esses são pensamentos que atormentam um aluno nota 10 dia e noite, criando um estado de constante ansiedade e pânico.

Leia nosso artigo sobre Como parar de se preocupar com os filhos e virar uma boa mãe.

Como reconhecer a síndrome em crianças e adultos?

A síndrome do bom aluno pode ser observada ainda na criança e se manifesta da seguinte forma:

  1. Preocupação excessiva com qualquer nota menor do que 9.
  2. Abrem mão da diversão e socialização com amigos para fazer o dever de casa ou estudar para uma prova.
  3. Esforço constante para tirar notas altas e boas avaliações dos professores.
  4. Grande sensibilidade aos sucessos de outras crianças, falando mal delas nestes casos.
  5. Recusa para realizar tarefas quando há risco de falharem.

Os seguintes fatores indicam que um adulto tem a síndrome do aluno nota 10:

  1. Fazem hora extra nos finais de semana, fazendo trabalho de outros funcionários para obter a aprovação de seus superiores. Sacrificam a vida pessoal e o tempo livre para trabalhar.
  2. Tentam realizar todas as tarefas com perfeição, desde a arrumação do apartamento até o planejamento de um projeto pessoal.
  3. Ficam arrasados com o surgimento de qualquer erro ou falha.
blockquote

Perder é muito mais gratificante e interessante do que vencer. Não ser um “excelente aluno” é uma habilidade que será útil na vida de qualquer pessoa. Isso se deve ao fato de que nossas vitórias são o resultado da experiência que ganhamos após todas as tentativas fracassadas ao longo do processo. O sucesso, em princípio, apenas confirma algo que já sabemos e que somos capazes de fazer. Os erros e derrotas carregam um grande potencial de adquirir novos conhecimentos, habilidades e autoanálise. Portanto, é importante que uma pessoa aprenda a usar seus fracassos como algo que vai lhe impulsionar adiante no caminho a aceitação e compreensão.

Quais são os perigos?

Alguém pode se perguntar, qual poderia ser o perigo dessa síndrome? O aluno da nota 10 adota uma abordagem responsável para cada tarefa, se esforça para realizá-la da melhor maneira possível e obter a aprovação de seu trabalho.

Mas este é apenas uma das formas de ver.

Uma pessoa com a síndrome do bom aluno vive em constante estado de estresse emocional e ansiedade. Isso tem um efeito negativo em sua saúde física e mental.

Considerando apenas questões de saúde, os alunos nota 10 costumam apresentar os seguintes problemas:

  • resfriados frequentes;
  • exaustão, fraqueza;
  • manifestações psicossomáticas (dores de cabeça, tonturas, hipertensão etc);
  • distúrbios do sono;
  • problemas digestivos..

Sob o ponto de vista psicológico, podem surgir os seguintes problemas:

  • tensão emocional, colapsos nervosos;
  • aparecimento de fobias, como o medo de falar em público e de conhecer novas pessoas;
  • neuroses e depressão.

Como podemos ver, a síndrome do aluno nota 10 não é tão inofensiva quanto parece. Caso você observe essas manifestações em você ou em uma criança próxima, procure a ajuda de um especialista.

Como ajudar uma criança a se livrar da síndrome do bom aluno?

O que os pais devem fazer para ajudar seus filhos:

1. Diminua suas expectativas em relação ao seu filho

Talvez você esteja cobrando demais o seu filho para tirar notas excelentes em todas as disciplinas, ter o quarto totalmente limpo e organizado e ganhar os primeiros lugares em competições e olimpíadas.

Participe mais da vida escolar de seu filho, descubra o que é realmente importante para ele e deixe de querer apenas boas notas no boletim.

2. Elogie a criança pelo seu resultado, não pela sua nota

“Parabéns por não ter errado nada na prova”, “Você foi incrível, correu toda a corrida mais rápido do que muitas outras crianças”.

3. Tente não se concentrar tanto nas notas ruins

Lembre-se de que só tirar notas 10 não significam um futuro de sucesso e muito menos feliz. Entretanto, caso a criança esteja indo mal em todas as matérias e esteja caminhando para uma reprovação, certifique-se de descobrir o que está causando isto.

4. Ensine seu filho a superar dificuldades e derrotas com tranquilidade

Qualquer um comete erros. O mundo não vai acabar, ninguém vai deixar de te amar por causa de um pequeno erro ou nota baixa.

5. É inaceitável comparar o seu filho aos colegas

É sempre melhor comparar a criança com ela mesma: “Você escreveu um poema tão legal! Olha como você está escrevendo bem melhor do que no último trabalho”.

6. Não transfira os seus próprios sonhos para o seu filho

Deixe que seu filho viva a sua própria vida!

7. Ensine aos seus filhos a não ter inveja dos outros, mas sim a comemorar o sucesso dos seus colegas

8. Não incentive a criança a vencer a qualquer custo

9. Não sobrecarregue a criança com atividades extracurriculares e outras tarefas

Deixe a criança escolher o que lhe agrada sozinha e concentre esforços em atividades específicas.

O aluno nota 10 em adultos: dicas de um psicólogo

A síndrome do bom aluno pode ficar tão entranhada que seu desejo de fazer tudo perfeitamente e, assim, ganhar elogios e aprovação, costuma ser carregado até a idade adulta. A única diferença é que o adulto agora precisa receber o “10” não da mãe ou do pai, mas de seu parceiro ou do chefe.

Costuma ser mais comum em mulheres e vemos essa menina com síndrome do aluno nota 10 fazendo favores no trabalho, mantendo a casa limpa e arrumada e tentando se tornar a esposa perfeita para seu marido, tudo ao mesmo tempo.

É claro que é extremamente difícil ter sucesso em todas as áreas da vida. Assim, essa pessoa acaba sacrificando seu descanso e lazer para, por exemplo, preparar seu prato especial para o agradar o parceiro ou elaborar o relatório anual no lugar de um funcionário doente.

A lista de tarefas continua crescendo e o “bom aluno” é sugado para dentro de um círculo vicioso de estresse e ansiedade.

Afinal, é possível combater a síndrome do bom aluno em adultos? Sim, é possível. Mas somente se a pessoa entender que precisa mudar. Caso contrário, continuará vivendo em sua “busca constante pela nota 10”.

A seguir estão algumas dicas de psicólogos:

Entenda que tudo surge na infância

O desejo de receber elogios não é exceção a essa regra. Buscamos reconhecimento e um elogio sobre como somos inteligentes. É importante que um adulto saiba elogiar e motivar a si mesmo, em vez de esperar a aprovação dos outros.

Não se esqueça de que a atitude daqueles que amamos não mudará caso não façamos todas as tarefas com perfeição. Afinal, não é por isso que somos amados e apreciados.

Trabalhe na sua autoestima

Seja sozinho ou com a ajuda de um psicólogo. É importante que os alunos nota 10 aprendam a seguir seus próprios sonhos sem o medo constante de cometer erros.

Aprenda a descansar

Aprenda a relaxar e “desconectar” dos problemas no trabalho e das tarefas domésticas. O tempo para “resetar” é importante para o cérebro, caso contrário, ele não será capaz de funcionar normalmente.

Compare-se apenas a si mesmo

O que você aprendeu no último ano? Quais habilidades você adquiriu? O que conquistou?

Não tente fazer tudo perfeitamente

Se este desejo surgiu na sua cabeça, estabeleça um limite e questione-se: eu realmente preciso disso ou é a síndrome do bom aluno que está tomando conta de mim de novo?

Não tenha medo de experimentar coisas novas

É fundamental notar que qualquer ação vem da experiência e ajuda a pessoa a ganhar confiança em si mesma e a ter fé em sua força. Erros são inevitáveis quando uma pessoa começa um projeto do zero.

Escute a si mesmo em primeiro lugar

Ouça seus desejos e necessidades.

Mude sua atitude em relação a críticas

Não reaja de forma negativa imediatamente, analise a crítica primeiro. É possível que seja, na verdade, uma crítica construtiva que vai te ajudar a melhorar.

Não tente deduzir o que as pessoas esperam de você

São poucas as pessoas que realmente esperam “perfeição” e “bondade” de você. Todos cometem erros e as pessoas que te amam e te respeitam conseguem compreender isso.

Pare de se recriminar a cada erro

Permita-se o direito de cometer erros. Pense da seguinte forma: “Sim, eu posso não ter conseguido entregar o relatório dentro do prazo, mas fiz com eficiência e sem erros”, “Sim, eu arranhei o carro hoje, mas evitei um acidente grave”.

A síndrome do aluno nota 10 pode ajudar e também impedir uma pessoa de alcançar o sucesso. Se você acha que a busca pela excelência está afetando negativamente a sua qualidade de vida ou a de seu filho, então é hora de se livrar disso!

Mais artigos de especialistas sobre a criança de filhos:

1
Получите чек-лист подготовки к школе на свою почту
0
Conversar sobre o artigo
Leia mais
Faça o download gratuito para iOS e Android
iphone-X
Aplicativo móvel «FindMyKids»
Veja a movimentação do seu filho no mapa, ouça o que está acontecendo ao redor do telefone quando você não estiver por perto. Envie um sinal alto quando a criança não ouvir sua ligação.
Faça o download gratuito para iOS e Android
Baixar aplicativo
iphone-X