Crianças tímidas: Como ajudar uma criança tímida a se socializar e adquirir confiança | FindMyKids Blog
Fechar
Novo
Criação
Aparelhos
Histórias
Popular
fb
0
fb
0
Entrevista com um psicólgo

Por que as crianças são tímidas e como ajudá-las a superar a timidez?

Crianças podem ser tímidas quando pequenas. Algumas rapidamente saem dessa fase, mas outras podem ter dificuldade em se sentir à vontade perto de desconhecidos – ou até mesmo de pessoas que já conhecem bem. Nesse artigo, vamos falar sobre como você pode ajudar uma criança tímida a lidar com situações novas.

Conteúdos:

Sobre a timidez e crianças tímidas

As crianças exibem um comportamento tímido. Isso é normal para elas, e não deve causar alarme. A maioria das vezes, os pais podem se esquecer de que seus filhos precisam ser persuadidos delicadamente a ficar mais à vontade.

A mudança de tímido para confiante não acontece da noite para o dia. A timidez é muito pior quando a criança só tem alguns anos de idade.

O fenômeno

Um bebê se agarra a você e chora ou esconde o rosto, ou então fecha os olhos a fim de evitar o contato visual.

Essa criança só se sente segura com seus pais. Para ela, é difícil se sentir à vontade com rostos novos a seu redor.

Mas logo esse bebê cresce e precisa ir para a pré-escola. Lá, se um desconhecido fala com ele, ele pode não responder. Ele se esconde atrás de um pai, evita iniciar contato com coleguinhas e pode até mesmo chorar se for forçado a conhecer novas pessoas.

Quando chega a hora de deixar a pré-escola, a timidez pode se manifestar no fato de a criança evitar responder perguntas na aula, ou quando ela tenta fazer novos amigos, mas sem sucesso, preferindo ser ignorada ou passar despercebida.

Leia também: O que fazer se o seu filho não tem amigos

Subtipos de crianças tímidas

Há três categorias ou subtipos de timidez infantil. Todas apresentam desconforto de formas diferentes. Vale notar que nem todas as crianças se enquadram nestas categorias. As crianças em alguns desses subtipos podem ser tímidas, mas reagir de formas diferentes a situações desconfortáveis.

Crianças tímidas agradáveis

Este subtipo de criança tímida pode não começar conversas ou pedir para brincar, mas responde calorosamente quando alguém toma a iniciativa. Geralmente, crianças assim tendem a ser aceitas por seus colegas, chegando a ter até a mesma quantidade de amigos que as crianças mais sociáveis.

Outras crianças tendem a considerá-las bem divertidas e mais inteligentes do que a média. Elas podem não iniciar nada, mas respondem bem quando abordadas, indicando relações familiares positivas que permitem o desenvolvimento de habilidades sociais suficientes para ter sucesso nisso.

Ajude seu filho a lidar com o problema e certifique-se de que ele esteja se sentindo à vontade na companhia de outros. Saiba sempre onde seu filho está, entre em contato rapidamente quando necessário, e escute o que está acontecendo ao redor dele com o app Find My Kids.

Crianças tímidas imaturas

As crianças tímidas imaturas têm muito mais dificuldade do que as agradáveis. Esse subtipo de criança se afasta de situações sociais, mas nem sempre. No entanto, quando decide se aproximar de outras crianças, ela pode se valer de métodos que aborrecem as outras crianças ou que são vistos por elas como demasiado infantis.

Pense naquela criança que sempre fica perguntando aos amigos se podem brincar de esconde-esconde – mesmo quando elas já estão brincando esconde-esconde. As outras crianças se irritam e podem até mesmo reagir mal.

Outras crianças podem não reagir, mas ignorar a criança tímida imatura. A probabilidade de que seus colegas não gostem dessa criança é maior do que com as crianças tímidas agradáveis.

O temperamento dessas crianças oscila entre ficar em silêncio ou se esconder e começar a chamar atenção para si de forma incomum. Por isso, elas tendem a ter menos amigos em média.

Crianças tímidas agressivas

Pode parecer estranho que uma criança possa ser agressiva e tímida ao mesmo tempo. No entanto, esse subtipo de criança é geralmente caracterizado por crianças mais reservadas. Quando interagem com outros, elas tendem a agir de forma hostil ou irritada.

Em comparação com as crianças mais amigáveis, as crianças tímidas e agressivas tendem a ser rejeitadas e excluídas, podendo sofrer bullying porque seu comportamento é tido como desagradável. Geralmente, elas têm poucos amigos que as possam defender ou proteger, e dependem de seus irmãos para obter proteção quando sofrem com as reações de outros.

Descubra mais sobre o bullying aqui: Bullying em escolas: métodos de prevenção e combate.

Sinais de timidez

Nem todas as crianças mais reservadas também são tímidas. A maioria das crianças tímidas tende a sentir medo e ansiedade. Entre os indícios que você pode procurar identificar a fim de saber se a criança é tímida, alguns são:

  • a criança nunca quer sair do lado dos pais;
  • ela tem resultados ruins na escola ou dificuldade em fazer amigos.
  • a criança pode sofrer bullying na escola, o que gera a timidez;
  • crianças que são ridicularizadas demais podem começar a agir agressivamente para compensar a timidez.

Às vezes, crianças que foram negligenciadas arriscam desenvolver timidez. O que é necessário ter em mente ao conversar sobre a timidez é como identificar corretamente os fatores que podem piorar a situação, quais exercícios ajudam a criança a ter mais confiança, e como eliminar coisas que podem só piorar o problema.

Por que a timidez pode ser um problema

A timidez pode ser controlada, desde que não haja fatores agravantes. No entanto, ela pode se tornar um problema em certas situações. Se isso estiver causando a você (o pai ou mãe) ou à criança muita aflição no dia a dia, você já sabe que algo precisa ser feito.

Outras situações que podem indicar que a timidez é um problema incluem:

  • a criança parece não ser capaz de ir a certos lugares por conta da timidez;
  • a criança parece ficar ansiosa e se sentir desconfortável em situações sociais, como na escola ou em festas;
  • seu filho se sente sozinho e não sabe como se divertir com outras crianças;
  • seu filho sente que não sabe responder a perguntas na sala de aula ou manifestar opiniões, ideias ou questões.
Algumas crianças tímidas acabam por se tornar ansiosas em sua vida adulta. Há certas coisas que você pode fazer para tentar ajudar a criança a amadurecer e experimentar situações sociais de forma incremental, acostumando-se gradualmente aos outros. No entanto, em outros casos pode ser preciso conversar com um profissional, como um psicólogo ou pediatra.

O que leva uma criança a ser tímida?

Já desde o começo, 15% dos bebês nascem com uma tendência à timidez. Existem diferenças aparentemente biológicas nos cérebros de pessoas tímidas. Essas diferenças são algo que já vem do nascimento. No entanto, a tendência à timidez não é somente biológica, podendo ser influenciada por experiências sociais.

A maioria das crianças tímidas desenvolve a timidez como resultado de interações com os pais. Alguns pais podem ser superprotetores ou autoritários, levando seus filhos a ter medo de tudo e se sentir ansiosos sempre que fazem algo novo.

É uma sensação desconfortável. Quando a criança cresce, ela tenta evitar se sentir desta forma.

Pare de super-proteger seu filho e afetar negativamente o desenvolvimento de sua personalidade! Ao mesmo tempo, saiba sempre onde seu filho tímido está e o que está acontecendo a seu redor, e certifique-se de que tudo esteja bem ao seu redor com o app Find My Kids.

Imagine que os pais adotem uma abordagem calorosa e carinhosa na educação de seus filhos. Neste caso, as crianças geralmente crescem sentindo-se à vontade ao redor de outras pessoas, tendo habilidades sociais bem desenvolvidas que as permitem interagir sem irritar a outros ou ter dificuldades.

A rede de escolas, comunidades, cultura e bairros – isso tudo molda a criança e contribui para o seu desenvolvimento. Crianças com pais tímidos podem emular o mesmo comportamento.

Os adultos devem reconhecer do que consiste o comportamento tímido e ajudar a crianças que têm problemas – mas sem intensificá-los.

Como ajudar uma criança tímida a adquirir confiança

Há várias abordagens possíveis. Vamos dividi-las em diferentes idades, já que cada abordagem depende do nível de desenvolvimento da criança.

Bebês

  1. Não force o bebê a ir até uma pessoa que ele não conhece bem. Dê a ele tempo de estabelecer contato visual e reagir à outra pessoa.
  2. Encoraje o bebê tímido a ver programas que mostram crianças à vontade umas com as outras. Não fique em cima. Deixe que a criança sinta que pode explorar.
  3. Use afirmações: diga à criança como ela é corajosa, como você está orgulhoso dela.
  4. Deixe claro que ter sentimentos é normal, e que pode levar um tempo para nos aproximarmos de outras pessoas; que é razoável ir com cuidado.
  5. Dê o exemplo do comportamento que você quer que a criança copie. Se ela o vir sendo social, ela tentará replicar isso em suas ações.

Idade pré-escolar

  1. Encoraje a criança a aceitar encontros para brincar com amiguinhos.
  2. Não mantenha a criança perto demais o tempo todo: isso pode levá-la a pensar que o mundo é perigoso.
  3. Não peça desculpas a outros pela timidez da criança ou faça com que ela sinta que pode haver um problema com isso. Esse tipo de etiqueta pode prejudicar a sua auto-imagem.
  4. Encoraje interações um a um, em vez de socialização em grupo. Deixe a criança passar gradualmente para grupos maiores.

Idade escolar – como não ser tímido na escola?

  1. Encoraje a criança a ter atividades extracurriculares e pós-aula nas quais podem participar de tudo.
  2. Não compare a criança com seus irmãos ou com outras crianças. Isso pode fazer com que ela se sinta inferior por um longo tempo.
  3. Explique o que pode acontecer em novas situações, de forma que a criança nunca se surpreenda demais.
  4. Seja gentil para com os outros: as crianças sempre observam e imitam maneirismos e regras de boa educação.

Reaja apropriadamente e ofereça apoio

Muitas crianças não sabem como reagir. Enquanto ainda são pequenas, elas precisam de nossa ajuda, como adultos. Aliás, mesmo adultos precisam descobrir o que fazer com uma criança tímida. Às vezes, podemos ter reações desproporcionais, causando ainda mais dano ao desenvolvimento da criança.

Se você acha que há outros pais que podem precisar ouvir isso tudo que acabamos de cobrir aqui, não deixe de compartilhar estas informações, que as ajudarão a cultivar uma cultura de espaços seguros que ajudam as crianças a se adaptar às interações da vida.

Esperamos que você tenha obtido alguma informação útil para a compreensão das causas, indícios e reações ligadas à timidez infantil. Esse é um ótimo primeiro passo para compreender as crianças a seu redor e ser o pilar que as leva a desenvolver autoestima e confiança.

Leia mais:

2
Получите чек-лист подготовки к школе на свою почту
0
Conversar sobre o artigo
Leia mais
Faça o download gratuito para iOS e Android
iphone-X
Aplicativo móvel «FindMyKids»
Veja a movimentação do seu filho no mapa, ouça o que está acontecendo ao redor do telefone quando você não estiver por perto. Envie um sinal alto quando a criança não ouvir sua ligação.
Faça o download gratuito para iOS e Android
Baixar aplicativo
iphone-X